Foto: Assessoria
Orquestra do Estado de Mato Grosso – Foto: Assessoria

Há 11 temporadas ininterruptas, a Orquestra do Estado de Mato Grosso apresenta no inicio do ano sua programação completa de concertos, com grande variedade de repertórios e solistas convidados. Em 2016, artistas de grande prestigio nacional e internacional participam das apresentações, que terão entrada gratuita.

De março a novembro, a Orquestra do Estado de Mato Grosso exibirá seis novos repertórios, com a participação de solistas de grande destaque no cenário musical brasileiro e internacional. Em duas séries de concertos, Oficiais e Didáticos, a Orquestra apresenta novas obras de autores mato-grossenses, como Guapo e Marcos Levi, e obras aclamadas em todo o mundo, mas nunca apresentadas no Estado, como o concerto “Imperador”, de Beethoven.

A temporada estreia nos dias 26 e 27 de março, no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros, com um repertório dedicado à arte de Milton Nascimento. O destaque é o trombonista e arranjador Vittor Santos, aclamado em diversos países do mundo como um dos maiores músicos brasileiros de todos os tempos. Com longa trajetória artística, Vittor Santos é também compositor e arranjador de trilhas sonoras de novelas televisivas e filmes de grande sucesso.

Leia também:  Cuiabá | Presépio teatral é inaugurado com peças gratuitas

No mês de maio, a Orquestra apresenta o concerto “Retreta e Gafieira”, com o virtuose Cristiano Alves como solista convidado. Cristiano é um dos maiores clarinetistas brasileiros da atualidade, atuando há mais de 20 anos com orquestras da América do Sul, Estados Unidos e Europa. As peças ressaltam a exuberância da música brasileira narrada pela versatilidade elegante do clarinete. As apresentações deste mês também prestarão homenagem aos 150 anos de nascimento do compositor francês Erik Satie, famoso pelas suas Gymnopédies para piano solo.

Em julho, a Orquestra participa da programação eclética e popular do Vem pra Arena, com o objetivo de democratizar o acesso a música de concerto e consolidar a Orquestra como um ‘grande’ instrumento musical capaz de tocar todo tipo de música.

Agosto será o mês da série de Concertos Didáticos. Algumas das manifestações artísticas mais tradicionais de Mato Grosso, como o rasqueado, o cururu e a música de fronteira, inspiram o espetáculo com formato especialmente pensado para a comunidade escolar. Estudantes de 10 instituições de ensino da rede pública do Estado terão acesso ao raro diálogo entre a tradição popular e a música de concerto, apresentada em peças de Danilo Guanais, um dos mais representativos compositores da música armorial no país, e do cacerense Guapo, com a estreia da “Sinfonia Nativa – Rio Paraguai”, em quatro movimentos. Ainda no mês de agosto, esse mesmo espetáculo será reapresentado ao grande público, dias 20 e 21 de agosto, com a participação especialíssima do grupo vocal Alma de Gato.

Leia também:  Não se esqueça | Horário de verão começa neste domingo, em 10 estados brasileiros

Em outubro, a Orquestra do Estado de Mato Grosso se une ao “escultor do vento” Carlos Malta para apresentar um repertório que reúne destaques da carreira do instrumentista. A versatilidade deste artista se mostra na enorme variedade de instrumentos que ele domina como o pífano, as flautas tradicionais em dó e em sol, flautas indígenas de diversas etnias, saxofones, e clarinete baixo.

Nos últimos concertos da Temporada 2016, em novembro, a Orquestra do Estado de Mato Grosso apresenta um repertório sinfônico todo dedicado ao gênio Beethoven. Em primeiro, o célebre concerto para piano número cinco, Imperador, solado pelo pianista Leonardo Hilsdorf, brasileiro radicado na Bélgica, que vem ganhando os palcos do mundo. Recentemente, Leonardo ganhou o primeiro lugar em importantes concursos como o Concurso Internacional de Piano Adilia Alieva, e Concurso Pianale Klavierakademie, na Alemanha, bem como o segundo lugar no Concurso Internacional de Piano de Séte, no sul da França. A Orquestra também apresenta a famosíssima Quinta Sinfonia de Beethoven, uma grande oportunidade para apreciar uma das obras primas máximas da humanidade, celebrada em todo o mundo desde que foi composta em 1808.

Leia também:  Servidores do Detran-MT retomam parcialmente serviços após greve

Criada em 2005, a Orquestra é uma realização do Governo do Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura. Em 2016, suas duas principais séries de concertos – Oficiais, e Didáticos -, são realizadas em conjunto com o Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, e têm os patrocínios da Amaggi e do Grupo Petrópolis, e o apoio cultural do Amazon Plaza Hotel, Fisk Inglês e Espanhol, Soul Propaganda, Rühling Inteligência em Contabilidade, Rádio Centro América e Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.