O suspeito foi detido para maiores investigações - Foto: José Antônio / AGORA MT
O suspeito foi detido para maiores investigações – Foto: José Antônio / AGORA MT

Uma menina de 12 anos foi vítima de uma tentativa de estupro enquanto estava no quarto de um hotel localizado na rua Benjamin Ceruti, no Bairro Castelandia, em Primavera do Leste (MT) (126 Km de Rondonópolis) na manhã desta quinta-feira (10). O principal suspeito do crime é o padrasto da menina, o motorista José Antonio Ribeiro de 44 anos.

O dono do Hotel ouviu os gritos da garota e acionou a Polícia Militar (PM). Em depoimento à polícia, a menina relatou que estava dormindo, quando acordou com o padrasto sobre ela, sem roupas e apertando seu pescoço. Diante da situação a garota começou a gritar pedindo socorro.

“Ele dizia que iria transar comigo. Ele estava pelado, apertava meu pescoço e achei que o pior iria acontecer. Minha mãe estava no mesmo quarto dormindo” disse a vítima.

Leia também:  Caçadores são detidos abatendo capivaras em Rondonópolis

 Evanir de Matos de 30 anos, mãe da adolescente, desmentiu a filha e afirmou que o marido não  queria estuprar a menina e que ele estava apenas sonhando.

Já a garota reafirmou a situação falando que  a mãe  estava mentindo e que o padrasto iria  sim estupra-la caso a polícia não tivesse chegado.

Durante o depoimento, o suspeito entrou em contradição. Primeiro o padrasto alegou que a mãe e a vítima queriam o extorquir. Já em um segundo momento, após o depoimento da mãe da menina, o acusado mudou a versão e disse que elas não queriam fazer nada de extorsão contra  ele e que apenas estava sonhando assim como disse a esposa.

As versões do casal eram contraditórias a todo momento, já a garota permaneceu firme em seu depoimento.

Leia também:  Em MT, seis pessoas morrem em dois acidentes na BR 163 no norte do estado

O caso vai ser acompanhado pelo conselho tutelar e um inquérito será aberto pela Polícia Judiciária Civil (PJC).

Mãe e filha chegaram em Primavera na noite de ontem (9). Elas vieram da cidade de Colinas  no Maranhão a pedido de José e por isso estavam no Hotel aguardando para que fossem para a fazenda onde o suspeito trabalhava.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.