Movimentação na sede da Polícia Federal, em São Paulo, na manhã desta terça-feira (22), durante a 26ª fase da Operação Lava Jato. (Foto: Marcos Bezerra/ Estadão Conteúdo)
Movimentação na sede da Polícia Federal, em São Paulo, na manhã desta terça-feira (22), durante a 26ª fase da Operação Lava Jato – Foto: Estadão

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (22) a 26ª fase da Operação Lava Jato intitulada “Operação Xepa”. O foco é o grupo Odebrecht onde a PF descortinou-se que o grupo tem um esquema de contabilidade destinado ao pagamento de vantagens indevidas a terceiros, vários deles com vínculos diretos ou indiretos com o poder público em todas as esferas.

Segundo a PF há indícios concretos de que o Grupo Odebrecht se utilizou de operadores financeiros ligados ao mercado paralelo de câmbio para a disponibilização de tais recursos.

A operação está sendo realizada por 380 policiais federais. Nessa fase foram cumpridos nos estados de São Paulo, Rio de janeiro, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Bahia, Piauí, Distrito Federal, Minas Gerais e Pernambuco 67 mandados de busca e apreensão, 28 mandados de condução coercitiva, 11 mandados de prisão temporária e 4 mandados de prisão preventiva.

Leia também:  Após tentar invadir residência, homem é detido por populares no Jardim Iguassu

Todos conduzidos vão ser ouvidos em suas respectivas cidades, enquanto os presos serão trazidos nesta data para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

De acordo com a PF os investigados responderão pelos crimes de corrupção, evasão de divisas, organização criminosa e lavagem de ativos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.