Foto: assessoria
Foto: assessoria

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e o Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis (SindCom) solicitaram durante reunião realizada hoje (9) na sede da CDL mais segurança para os comerciantes. O pedido foi feito ao Comandante da Regional Sul da Polícia Militar, tenente-coronel, Edgar Maurício Monteiro Domingues, que elencou ações que devem reduzir o índice de criminalidade da cidade e aumentar a sensação de segurança como a criação do Batalhão de Polícia Militar para a Vila Operária e a implantação do programa Saque Seguro.

O comandante assegurou ao presidente da CDL, Neles Walter Ferreira de Farias, e demais empresários que o Governo está trabalhando com a segurança pública de forma muito séria e deve anunciar na cidade detalhes da política a ser adotada no Estado durante um evento a ser realizado no próximo dia 14, no Cisc. Um dos objetivos é aproximar mais a Polícia Militar da comunidade, assim como trabalhar em conjunto com a Polícia Civil. Prova disso, é a unificação dos dados da segurança pública, que inclusive constam na pauta de reivindicação da CDL encaminhadas no início do ano passado ao governador Pedro Taques. Até então, cada polícia tinha um banco de dados.

Leia também:  BR-364 é interditada entre Rondonópolis e Cuiabá nesta terça

Quanto à criação de um Batalhão da Polícia Militar na região da Vila Operária, o comandante ressaltou que o processo está em andamento, e o governo já liberou R$ 350 mil para a reforma do espaço da Polícia Militar lá existente. A implantação de um batalhão na região é uma reivindicação da comunidade e empresários que terão mais segurança o que também beneficiará a cidade como um todo, porque com dois batalhões Rondonópolis receberá mais recursos e mais homens para as rondas. A região da Vila Operária compreende cerca de 50 bairros.

Outra novidade, é a implantação do programa Saque Seguro que intensificará o policiamento na região central e proximidade de bancos em dias de pagamento de salários, aposentadorias e benefícios. O procedimento já acontece em Cuiabá e deverá passar a ser realizado em breve em Rondonópolis.

Leia também:  Região central de Rondonópolis terá abastecimento de água interrompido nesta terça

Durante a realização de campanhas no Centro também haverá reforço do policiamento. A proposta é que sejam feitos pontos fixos de segurança com barracas nas entradas das avenidas para inibir ações de marginais. O procedimento deverá ser testado na campanha Liquidaqui deste ano, que atrai milhares de pessoas para as compras em setembro.

Neles destacou a importância da aproximação dos empresários com a Polícia Militar, tendo em vista, os inúmeros roubos a estabelecimentos comerciais, até mesmo durante o dia. “Temos que unir forças e estamos otimistas com as propostas apresentadas pelo comandante”, declarou.

O empresário Ailton Ferreira destacou como positiva as abordagens feitas a suspeitos, principalmente nos bairros. O comandante reiterou que o procedimento será de rotina, assim como as blitze durante o dia e à noite em vários pontos da cidade.

Leia também:  Biblioteca da Vila Operária passa por revitalização
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.