Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

A oscilação de temperatura e o tempo seco podem causar maior incidência de doenças que afetam o sistema respiratório, principalmente àquelas causadas por vírus, bactérias e fungos. Segundo Demétrio de Almeida, médico otorrinolaringologista da Unimed Costa Oeste, a baixa umidade do ar resseca o muco que protege as vias respiratórias, tornando o “caminho” do nariz até o pulmão livre para os agentes externos. “Algumas das patologias como as rinites e as sinusites desencadeiam processos inflamatórios na mucosa nasal”, conta.

Almeida explica que a rinite é uma reação alérgica que também pode ser causada pela exposição a algo “estranho” para o organismo, como: poeira, ácaros e poluição. A doença não tem cura, porém – além de seguir o tratamento indicado pelo médico – pode ter menor incidência com alguns cuidados. “Manter ambientes arejados e livres de poeira, além de lavar e secar corretamente roupas e cobertores”, afirma.

Leia também:  Uma gordura que faz bem para o cérebro

Já a sinusite, que ocorre quando há o acúmulo de secreção e obstrução do nariz e dos seios da face, é causada por bactérias. “A doença também desencadeia a congestão nasal, junto à febre, dores de cabeça, tosse com coriza amarela e alterações no olfato. Deve ser tratada com o uso de descongestionantes, anti-inflamatórios e antibióticos, porém há casos que necessitam de procedimentos cirúrgicos”, orienta.

“Caso a sinusite não seja tratada corretamente, podem ocorrer complicações mais graves, como a passagem do pus para a região dos olhos, por exemplo. Consulte um especialista assim que perceber os primeiros sintomas, para que ele indique o melhor tratamento”, recomenda.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.