O corpo ainda na cena do crime - Foto: AGORA MT
O corpo ainda na cena do crime – Foto: AGORA MT

O taxista Edison Muniz Bezerra, 38 anos, foi assassinado no Conjunto São José, em Rondonópolis, na tarde desta sexta-feira (4). O Samu chegou a ir até o local, porém o taxista já estava morto.

Taxistas estão no local - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Taxistas estão no local – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

A princípio, segundo testemunhas, Edison estaria dentro do táxi, no ponto, quando um homem de moto se aproximou e iniciou uma discussão e os dois entraram em luta corporal. Edison foi baleado, saiu correndo e acabou caindo morto do outro lado da rua. O suspeito teria fugido levando o celular da vítima.

Colegas de profissão já se aglomeram próximo a cena do crime, Edison trabalhava com o veículo 132 da empresa Rádio 2000.

Um taxista que também estava no ponto de táxi, afirmou que estava deitado no banco de seu veículo quando ouviu uma discussão, mas que ele achou que o colega estava falando ao telefone e que só saiu para ver o que havia acontecido após ouvir barulho de tiros.

Leia também:  Criminoso deita no chão de comércio após arrombar porta para furtar
Local onde a vítima caiu - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Local onde a vítima caiu – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Ele contou que viu quando o suspeito voltou e pegou o celular de Edison que estava dentro do carro. O taxista era casado com uma funcionária pública e tinha filha.

O dinheiro, aproximadamente R$400 e a carteira da vítima que estavam dentro do táxi não foram levados.

De acordo com a polícia, a princípio as informações são de que apenas um suspeito participou da ação e que ele estava em uma moto de cor escura, mas ainda não há informações quanto a placa.

Edson taxista
Edison tinha 34 anos – Foto: reprodução/Facebook
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.