Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer)- Foto: assessoria
Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer)- Foto: assessoria

Trinta municípios das regiões médio-norte e norte de Mato Grosso vão contar com mais um apoio na atuação contra a criminalidade. O município de Sorriso será sede da base descentralizada do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e do Corpo de Bombeiros Militar.

A instalação da base só foi possível porque os gestores de Sorriso e o Estado firmaram um termo de compromisso, na qual o município doa o terreno e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) empregará um helicóptero, dois aviões para o combate a incêndio e tripulantes para o trabalho.

“É preciso destacar a importância dessa parceria entre o Estado e o município de Sorriso em prol da segurança. Essa luta, que é de todos, exige cada vez mais a cooperação entre os órgãos de governo. Além disso, do ponto de vista técnico, a chegada do Ciopaer ao norte do Estado será um marco de qualidade, tanto nos serviços preventivos quanto na repressão à criminalidade, beneficiando mato-grossenses de vários municípios do Estado”, enfatizou o secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas.

Leia também:  Comercialização da safra de milho acumula mais de 90% da produção em Mato Grosso

O vice-prefeito de Sorriso, Ederson Dal Molin disse que o projeto de instalação da base está em fase de licitação. A meta é que até o início do próximo ano já esteja concluída e obra será entregue ao Governo do Estado.

“É um projeto de referência para fortalecer a segurança no interior do Estado. Estamos em um ponto estratégico para a atuação em vários municípios do médio e norte de Mato Grosso. O objetivo é evitar a ocorrência de delitos criminais e aumentar a sensação de segurança na população”, disse.

A base do Ciopaer e do Corpo de Bombeiros será construída no aeroporto de Sorriso, localizado às margens da BR-163, no entroncamento com a BR 242 – ligação entre as regiões leste e oeste do Estado.

Leia também:  Denúncias à ouvidoria da Ager podem ser feitas via WhatsApp

O comandante do Ciopaer, tenente-coronel PM Henrique da Silva Santos, disse que a descentralização vai permitir um rápido apoio operacional para atendimento das ocorrências.“Atualmente levamos quatro horas, ida e volta, para atender a uma ocorrência na região de Sorriso. É muito tempo e gasto para os cofres. Com uma equipe operacional em Sorriso, esse tempo resposta será muito mais eficiente”, destacou.

O comandante informou que a Sesp já está trabalhando para a implantação da base. “Está previsto um edital para a realização do curso de tripulantes e também o processo de compra de um caminhão tanque, que servirá para o abastecimento das aeronaves”.

Ciopaer

O Governo do Estado regulamentou as atividades do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), por meio do decreto nº 8304, de 17 de novembro de 2006, para centralizar, em um único órgão, o controle, a operação e a manutenção das aeronaves de asas fixas e rotativas de atividade policial.

Leia também:  Hidrelétrica deve gerar mais de 5 milhões de kwh por ano

As atividades são desempenhadas por bombeiros, policiais civis e militares que se dividem nas funções de pilotos, tripulantes, mecânicos e nos serviços administrativos.

Resultados

Neste ano, o Ciopaer vem batendo recordes em recuperação de carros. De janeiro a março de 2016 foram recuperados 32 veículos. No mesmo período do ano passado foi apenas um. Também neste trimestre foram 240 operações realizadas, 09 missões programadas e 09 pessoas resgatadas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.