Foto: Assessoria | PJC-MT / Reprodução
O suspeito Joberson de Oliveira – Foto: Assessoria | PJC-MT / Reprodução

Acusado de matar o patrão com vinte golpes de faca, no domingo (3), em uma fazenda localizada em Pontes e Lacerda (MT), o caseiro Joberson de Oliveira, 27 anos, foi preso no fim da tarde de ontem (6), em uma residência localizada na região central do município, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido por homicídio qualificado.

De acordo com as investigações, o crime teria sido motivado por desentendimento financeiro. José Antônio Mazetti, 61 anos, era dono de uma propriedade rural, localizada a cerca de 20 quilômetros do centro da cidade. Há cerca de três meses, o suspeito estava trabalhando para a vítima e vinha fazendo exigências ao patrão que não concordava.

Leia também:  Mata Grande | Foragidos capturados invadiram residência e fizeram refém

Conforme apurado pelos investigadores, o caseiro convivia com uma adolescente de 17 anos. No último domingo (3), segundo a Polícia, o suspeito teria passado o dia consumindo bebida alcoólica e drogas. Já no início da noite, o dono da fazenda se comprometeu em levar o suspeito e a companheiro até o centro da cidade.

No caminho, ao parar o veículo para abrir a porteira do sítio, o suspeito, em poder de uma faca, golpeou o patrão por 20 vezes. A vítima não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. De acordo com o delegado Gilson Silveira, que está acompanhando o caso, após cometer o crime, o suspeito fugiu no veículo do patrão obrigando a companheira a ir junto.

Conforme informações da Polícia Civil, a adolescente mais adiante foi liberada e passou a ser a testemunha ocular do crime. Com base nos fatos, o delegado representou pelo mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado, sendo deferido pela Justiça e Ministério Público.

Leia também:  Poconé | Suspeito é preso e menores conduzidos durante festa 'regada' a bebida alcoólica

O suspeito  foi preso e levado para a Delegacia de Polícia, interrogado e depois transferido para o Centro de Detenção Provisório de Pontes e Lacerda.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.