O sítio frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na zona rural em Atibaia (SP), foi furtado na tarde nesta quinta-feira (7).

Reprodução
Reprodução

O crime foi por volta das 16h. Dois suspeitos, de 43 e 33 anos, foram presos e outras duas pessoas conseguiram fugir. Segundo o delegado Elton Costa, os criminosos teriam invadido o local cortando uma cerca nos fundos da propriedade. Depois, quebraram um vidro para ter acesso à residência.

“Quando chegamos ao sítio, tivemos a informação de que eles (suspeitos) poderiam ter fugido pela mata. Fizemos as buscas com a Polícia Militar e encontramos dois rapazes com os objetos. Eles estavam escondendo os objetos”, disse o delegado.

Entre os itens recuperados pela polícia, está uma caixa de charutos com uma placa de homenagem aos 30 anos da morte de Ernesto Che Guevara. Há uma inscrição dizendo que a caixa é a unidade número 65 de 200. Também estavam entre os itens cremes com o nome da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva. Também foram recuperadas uma televisão e um aparelho de DVD.

Após o depoimento dos suspeitos, a Polícia Civil rejeitou a hipótese de um crime ligado à política. “Não há nenhuma ligação. São pessoas humildes. Viram o sítio vazio e viram a oportunidade”, afirmou o delegado.
Os dois suspeitos presos foram levados para a cadeia de Piracaia. Eles irão responder por furto qualificado. A polícia ainda tenta identificar os outros dois envolvidos no crime.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.