O sítio frequentado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na zona rural em Atibaia (SP), foi furtado na tarde nesta quinta-feira (7).

Reprodução
Reprodução

O crime foi por volta das 16h. Dois suspeitos, de 43 e 33 anos, foram presos e outras duas pessoas conseguiram fugir. Segundo o delegado Elton Costa, os criminosos teriam invadido o local cortando uma cerca nos fundos da propriedade. Depois, quebraram um vidro para ter acesso à residência.

“Quando chegamos ao sítio, tivemos a informação de que eles (suspeitos) poderiam ter fugido pela mata. Fizemos as buscas com a Polícia Militar e encontramos dois rapazes com os objetos. Eles estavam escondendo os objetos”, disse o delegado.

Leia também:  Contas de hackers causam vazamentos de dados no Facebook de brasileiros

Entre os itens recuperados pela polícia, está uma caixa de charutos com uma placa de homenagem aos 30 anos da morte de Ernesto Che Guevara. Há uma inscrição dizendo que a caixa é a unidade número 65 de 200. Também estavam entre os itens cremes com o nome da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva. Também foram recuperadas uma televisão e um aparelho de DVD.

Após o depoimento dos suspeitos, a Polícia Civil rejeitou a hipótese de um crime ligado à política. “Não há nenhuma ligação. São pessoas humildes. Viram o sítio vazio e viram a oportunidade”, afirmou o delegado.
Os dois suspeitos presos foram levados para a cadeia de Piracaia. Eles irão responder por furto qualificado. A polícia ainda tenta identificar os outros dois envolvidos no crime.

Leia também:  Bebê tem todo o rosto queimado após aparelho explodir durante cirurgia

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.