Foto: André Romeu/Vice-governadoria
Vice-governador Carlos Fávaro se comprometeu a trabalhar para descontingenciar 10 milhões para início de pavimentação da rodovia – Foto: André Romeu/Vice-governadoria

Um dos principais corredores agrícolas de Mato Grosso, a rodovia MT-130, entre Paranatinga e o Distrito de Santiago do Norte, é considerada uma das prioridades da atual administração do Governo de Mato Grosso. Para 2016, o Estado espera dar início aos procedimentos formais para pavimentação dos primeiros 10 quilômetros da rodovia, que está prevista para começar em 2017.

O anúncio foi feito pelo vice-governador Carlos Fávaro, que recebeu, em seu gabinete, uma comitiva formada por 35 pessoas, entre produtores rurais, o deputado estadual Zeca Viana e líderes da região de Paranatinga.

Por conta da atual crise econômica, explicou o vice-governador, houve o contingenciamento dos recursos da Secretaria de Infraestrutura e Logística (Sinfra). No entanto, Fávaro sinalizou que irá trabalhar para descontingenciar cerca de R$ 10 milhões que poderão ser destinados para a futura pavimentação de 10 km da rodovia, já no próximo ano.

O presidente da Associação da Rodovia MT-130, Adelino Bissoni, avaliou positivamente o posicionamento do vice-governador e acrescentou que já existe um projeto pronto para a construção de 45 quilômetros de asfalto da estrada. Um estudo da equipe técnica da Sinfra ainda deverá definir em qual sentido será mais viável a pavimentação.

Leia também:  Candidatos do concurso da Seduc devem redobrar atenção para às regras da prova

Também esteve presente no encontro o secretário adjunto de Obras da Sinfra, Marcos Catalano. Ele explicou que, a partir da liberação dos recursos, a secretaria irá decidir se a pavimentação poderá ser realizada por meio de um convênio com a associação ou via licitação de uma construtora.

Catalano lembrou que toda a rodovia MT-130 consta dentro do planejamento estratégico da Sinfra. Em 2015, foram reconstruídos 37 quilômetros dos trechos mais críticos, entre Paranatinga e Primavera do Leste. Agora, o Governo trabalha para pavimentar o trecho até o distrito de Santiago do Norte.

Fethab Regional

“Estamos trabalhando para que as obras aconteçam e beneficiem toda a população. Para isso precisamos atuar unidos por Mato Grosso. Aqui no Governo vamos nos empenhar para que os recursos sejam descontingenciados, e esperamos que os produtores também façam a sua parte”, avaliou o vice-governador.

Leia também:  Governo lança licitação para pavimentação da MT-130 em Paranatinga

Durante a reunião, os produtores declaram que estão a favor e preparados para fazer uma contribuição adicional para o Fethab, uma vez que os recursos serão destinados exclusivamente para a pavimentação deste trecho entre Paranatinga e Santiago do Norte.

Serão criados Fundos Regionais que irão representar um aporte financeiro de R$ 2,7 bilhões, nos próximos sete anos, para obras divididas em todo o estado, permitindo investimentos estratégicos, discutidos com as regiões, sem impactar o endividamento público.

Audiências regionais

O vice-governador também explicou que na primeira reunião do Conselho Diretor do Fethab, ocorrida em 15 de março, ficou decido que as obras serão realizadas a partir de uma definição conjunta entre Governo, produtores e pecuaristas que pagam a contribuição.

Leia também:  MPE ingressa com ação para que Samu seja instalado em Sinop

Nessa primeira reunião do Conselho ficou estabelecido que o próximo passo será aprovar o plano de investimentos em cada uma das 9 regiões, em audiências públicas a serem realizadas em maio. A aprovação do plano de investimentos é uma condição para o início do programa nas regiões.

Na prática, os produtores rurais que já contribuem ordinariamente, poderão se reunir para formar determinado fundo regional, onde eles poderão contribuir de forma excepcional). Desta forma, estes recursos adicionais poderão ser investidos na região onde foram arrecadados, possibilitando a realização de mais obras em rodovias.

Obras em andamento

A população do município de Paranatinga também foi beneficiada em 2015 com a reconstrução de 37 quilômetros de asfalto na MT-130, em direção a Primavera do Leste. A recuperação da rodovia foi um compromisso assumido pelo governador Pedro Taques com líderes locais e moradores das duas cidades. As obras continuam em 2016.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.