“A mesma lama que destruiu está ajudando a reconstruir. Tijolo por tijolo.” Este é o slogan da campanha Tijolos de Mariana.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O projeto está acelerando o renascimento da região atingida limpando a área, devolvendo empregos, reconstruindo moradias, centros de saúde e educação, e gerando renda às comunidades locais.

Criada pela Grey Brasil – em parceria com o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o Laboratório de Geomateriais e Geotecnologia da EEUFMG – a iniciativa está transformando a lama da tragédia em matéria-prima limpa e atóxica para a produção de tijolos.

Há três meses os Tijolos de Mariana estão sendo fabricados de forma artesanal, com produção de mil unidades por mês.

Mas uma fábrica, que ampliará a produção para escala industrial, está prestes a sair do papel e para isso busca a participação de todos em uma vaquinha virtual no kickante, para arrecadar fundos.

Leia também:  Homem é preso tentando empenhorar R$ 300 mil em joias furtadas no PR

Ao final de cada ano, mais de 1 bilhão de quilos de lama terão sido retirados do meio ambiente, produzindo uma quantidade de tijolos suficientes para reconstruir mais de 1.200 casas populares, hospitais e escolas da região.

Operada 100% por mão de obra local, a fábrica dos Tijolos de Mariana vai devolver 80 empregos diretos e indiretos à comunidade local.

No dia 5 de novembro de 2015, a região de Mariana/MG foi vítima do maior desastre ambiental da história do país. Com o rompimento da Barragem do Fundão, um mar de lama cobriu dezenas de cidades, dizimou vidas e destruiu o meio-ambiente.

Casas modelo e renda para a comunidade

Além das casas, a produção dos Tijolos de Mariana ainda vai trazer renda extra à comunidade, já que, futuramente, a nova marca poderá ser encontrada à venda em lojas de materiais de construção de todo o Brasil, com lucro revertido para a região.
Por isso colocar esse projeto em pé é mais que lamentar o desastre… é fazer a diferença na vida dessa população que perdeu tudo e que agora busca reconstruir suas vidas.

Leia também:  Adolescentes são apreendidos dentro de escola vendendo droga
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.