Uma jovem de 32 anos está internada sob escolta policial após ter provocado um aborto, dado à luz dentro do banheiro de uma unidade de saúde e jogado a própria filha em uma lixeira. Tudo aconteceu na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Vespasiano  MG, na noite da última terça-feira (27).

Record Minas
Record Minas

De acordo com os profissionais de saúde do local, a paciente chegou se queixando de cólicas renais. Ela pediu para usar o banheiro. Lá dentro, o bebê de aproximadamente 26 semanas (seis meses e meio) nasceu. A mãe  afirmou que chegou a jogar a menina dentro do vaso sanitário e dar descarga. Como não conseguiu, ela colocou a criança na lixeira.

Leia também:  Estudante vítima de bullying faz ameaças de morte contra colegas via WhatsApp

Enfermeiras da unidade desconfiaram da atitude da mulher pois ela estava sangrando e acabaram encontrando a recém-nascida, que foi socorrida com vida, entubada e transferida para o Hospital Odilon Behrens. Quando a PM chegou à instituição, a jovem confessou que passa por dificuldades financeiras e sofre de depressão. Por isso, tomou vários remédios para induzir um aborto. Outras pessoas que estavam na unidade ficaram revoltados com o ocorrido e tentaram atacar a paciente, que foi encaminhada para a maternidade da cidade.

O caso foi encerrado na delegacia de plantão de Vespasiano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.