Trabalhadores no ponto de ônibus - Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
Pessoas após o fim do expediente no ponto de ônibus – Foto : Varlei Cordova / AGORA MT

Uma pesquisa realizada na Austrália apontou que pessoas com mais de 40 anos têm melhor desempenho na profissão se trabalharem apenas três dias por semana. O estudo foi feito com três mil homens e 3,5 mil mulheres com mais de 40 anos, pelos economistas da Universidade de Melboune.

Ao comparar os resultados de testes de capacidades cerebrais, os estudiosos concluíram que ao trabalhar por um período parcial, pessoas com idades acima de 40 anos, mantém o cérebro estimulado e mais ainda combate à exaustão e o estresse.

Paulo Odoni - Foto : Varlei Cordova / AGORA MT
O auxiliar financeiro Paulo Odoni – Foto : Varlei Cordova / AGORA MT

O auxiliar financeiro Paulo Odoni, 44 anos, conta que dificilmente seria uma realidade trabalhar três dias por semana, em virtude, das contas que as pessoas tendem a pagar. “É bom trabalhar a semana toda, quando você tem uma equipe boa, você não passa por situações de estresse ou exaustão,” contou o profissional.

Leia também:  População define infraestrutura como prioridade nos debates da LDO

Se acaso pudesse trabalhar apenas os três dias na semana, ele conta que usaria o tempo livre para se dedicar a profissionalização.

O engenheiro agrônomo Ercílio Guelere, 55 anos, diz que o brasileiro em sua maioria trabalha para pagar contas, mas que se acaso pudesse curtir mais dias livres durante a semana usaria para o lazer. “Eu que trabalho seis dias por semana, ia aproveitar para poder pescar e relaxar,” disse Guelere.

Conclusão – Embora o trabalho seja importante para estimular o cérebro, o estudo sugere que trabalhar excessivamente é mais prejudicial que não trabalhar de todo.Os especialistas pediram para que seja levado em consideração os diversos países em que a idade mínima da aposentadoria tenha sido elevada.

Leia também:  Um jeito inesperado de prevenir a endometriose
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.