A safra 2016/2017 de cana-de-açúcar no Brasil deverá chegar a 691 milhões de toneladas, um aumento de 3,8% em relação à anterior, quando foram colhidas 665,6 milhões de toneladas, de acordo com o primeiro levantamento feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e divulgado hoje (14).

Segundo a Conab, a variação se deve ao crescimento da área colhida, de 5,4%. A área colhida deverá ser de cerca de 9 milhões de hectares, com aumento de 468,2 mil hectares em relação à última safra, quando ocupou 8,6 milhões de hectares. Se confirmada, esta será a maior área colhida no país.

A Conab estima o aumento da produção de açúcar em 12% em relação à safra anterior (33,4 milhões de toneladas ), baseada na expectativa de evolução da área colhida, podendo chegar a 37,5 milhões de toneladas. Por outro lado, a produção de etanol total será de 30,3 bilhões de litros, com redução de 0,4% ou 121 milhões de litros a menos que na safra anterior, quando foram produzidos 30,4 bilhões de litros.

Leia também:  Preço do aluguel cai nos últimos meses em Rondonópolis| TV Agora

O etanol anidro, utilizado na mistura com a gasolina, terá aumento de 4,7% ou 528 milhões de litros, passando de 11,2 bilhões para 11,7 bilhões de litros. Para o etanol hidratado, utilizado nos veículos flex, a produção é de 18,6 bilhões de litros, com redução de 3,4% (649 milhões de litros) quando comparada com a da safra anterior, de 19,2 bilhões.

Safra 2015/16

O quarto e último levantamento da Safra 2015/16 de cana-de-açúcar, também divulgado pela Conab, mostra que a produção chegou a 665,6 milhões de toneladas, um crescimento de 4,9% em relação à safra 2014/15. A área cultivada chegou a 8,6 milhões de hectares, reduzida em 3,9%.

No caso da produção de açúcar, foram 33,5 milhões de toneladas, enquanto o etanol total chegou a 30,5 bilhões de litros. Já o hidratado alcançou 19,3 bilhões de litros e o anidro teve redução de 4,4%, chegando a 11,2 bilhões.

Leia também:  Preço do diesel tem reajuste de 2,7% e da gasolina de 1,8%
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.