Um professor de 40 anos atravessa diariamente um rio na Índia, a nado, para poder dar aulas numa localidade vizinha, mal servida de transportes.

Foto: reprodução/ Youtube/ JN
Foto: reprodução/ Youtube/ JN

Abdul Mallik começou a dar aulas em 1992 em Malappuram, no estado de Kerala, no sul da Índia. A escola fica a 12 quilômetros da casa dele, separada por um rio.

No início da carreira, o professor primário acordava de madrugada e pegava vários ônibus para chegar à escola.

O percurso demorava em média três horas e, segundo relata, muitas vezes não conseguia entrar no transporte por estar cheio.

Foi quando ele descobriu que de sua casa ao rio demorava dez minutos a pé. Depois, era preciso atravessar o rio e mais um quilômetro a pé a andar até à sua escola. Assim ele decidiu nadar e caminhar diariamente para ir ao trabalho.

Leia também:  Chinês tenta fugir de hotel para não pagar conta escalando fio a 60 metros de altura

Como atravessa

Abdul Mallik usa como boia uma câmara de ar de pneu de automóvel.

Enquanto nada com uma das mãos, na outra ele leva a lancheira com o almoço, suas sandálias e um saco com toalha e roupa para se trocar após a travessia do rio, por sinal bem poluído.

Em entrevista à tv local ele explicou sua decisão de atravessar o rio diariamente a nado.

Disse que não foi uma questão de poupança, mas sim pelo fato de a Índia ser um país com graves problemas de abandono escolar.

Abdul conta que com o seu exemplo “quer dar mais motivação” aos alunos da AMLP School para prosseguirem os seus estudos.

Leia também:  Argentina condena 48 ex-militares por mortes em ditadura
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.