A Polícia Civil investiga o abandono de uma recém-nascida na Igreja Matriz em Santa Branca nesta terça-feira (12). Os policiais buscam imagens de câmeras de segurança próximas ao local onde a menina foi deixada e pistas sobre a mãe do bebê.

Foto: Arquivo Pessoal/Raimundo Nonato
Foto: Arquivo Pessoal/Raimundo Nonato

De acordo com o delegado Luiz Paulo Leite, responsável pelo caso, moradores serão ouvidos em busca de informações sobre a identidade e paradeiro da mãe da criança, mas a aposta da polícia são as denúncias.
“O esclarecimento do abandono é questão de tempo. Estamos trabalhando para identificar a origem dessa criança. Uma das imagens que vamos checar é das câmeras de segurança da Câmara [vizinha à igreja]”, informou o delegado.

Leia também:  Mais de 300 Kg de carne imprópria para consumo é apreendida em MG

Ele fez um apelo para que as denúncias sejam feitas pelo telefone (12) 3972-0003. A informação pode ser dada de maneira anônima.
Se a mãe da criança for localizada, ela vai responder por abandono de incapaz, que prevê pena de 3 meses a 6 anos de reclusão.

Encontro

Foto: Divulgação/Pref. de Santa Branca
Foto: Divulgação/Pref. de Santa Branca

O padre da Paróquia Santa Branca, Raimundo Nonato, disse que o bebê foi encontrado pelo diácono Paulo Pereira às 17h50, quando ele fechava a igreja. Segundo Nonato, a criança que ainda tinha cordão umbilical aparentava sinais de ter nascido poucas horas antes de ser encontrada.
“Ela foi deixada em cima da credência [mesa de auxílio às atividades no altar] e ainda estava com o cordão umbilical, o cabelo ainda estava grudado por secreções, o que leva a crer que a mãe tinha entrado em trabalho de parto pouco tempo antes”, contou.

Leia também:  Criança de 5 anos é atropelada por van escolar ao ser deixada em casa

O padre disse ainda que é provável que a igreja estivesse vazia no momento em que a recém-nascida foi abandonada.
Estado clínico
O bebê recém-nascido foi levado para a Santa Casa onde passou por exames. A criança tem 3,430 quilos e 52 centímetros. Após receber o primeiro atendimento, foi encaminhada para o Hospital São Francisco em Jacareí (SP).
A criança continua no hospital e a alta depende do resultado de exames. O delegado afirmou que foi informado pela unidade que a criança apresenta bom estado de saúde.
Após a liberação, a recém-nascida será encaminhada para o Conselho Tutelar. Lá ela fica a disposição da Justiça, que deve enviar a criança a um casal de hospedeiros até o fim do processo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.