Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O Rio de Janeiro registrou o primeiro casamento poliafetivo da capital carioca. Agora, o funcionário público Leandro Joannattan da Silva Sampaio, 33 anos, a dona de casa Thais Souza de Oliveira, 21, e a estudante de técnica em enfermagem Yasmin Nepomuceno da Cruz, 21, têm seus direitos comuns aos casais que oficializaram união afetiva na Justiça. As informações são do jornal O Globo

Atualmente, os três vivem em Madureira, numa casa de um quarto. A ideia é vender a residência para aumentar a família. Yasmin quer ter um filho e colocar o nome de todos na certidão de nascimento da criança.
São Paulo

Assim como no trio do Rio de Janeiro, eles conseguiram acesso ao plano de saúde familiar, reconhecimento para fins de adoção, repartimento de bens e outros benefícios jurídicos.E tiveram seus direitos reconhecidos pela Justiça.

Leia também:  Corpos de mulher e criança são encontrados esquartejados em matagal do RS
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.