O Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso (Siagespoc-MT) vai realizar uma assembleia geral na próxima sexta-feira (15), para deliberar sobre o indicativo de greve. A assembleia está marcada para às 15h, na sede do sindicato. De acordo com o Siagespoc-MT, a reunião foi marcada após a recusa do Governo do Estado em implantar a Lei 565/2015 que garante o reajuste de 10% da categoria.

Conforme as informações divulgadas na página do sindicato, durante uma reunião do sindicato com o secretário de Estado de Gestão, Júlio Modesto, o governo alegou que não tem recursos e pediu novamente o adiantamento do reajuste.

Segundo o sindicato, a Lei 565/2015 aprovada no atual mandato garante o reajuste salarial de 10% para os investigadores para o mês de fevereiro. Contudo o Governo do Estado alegando dificuldades financeiras fez o pedido a categoria para que aguardasse o mês de abril quando receberia o Auxílio Financeiro para Fomento às Exportações (FEX). A 1ª parcela do FEX foi recebida pelo Governo de Mato Grosso no dia 4 de abril no valor total de R$ 105,3 milhões, conforme divulgado no site oficial do Estado.

Leia também:  Motorista se envolve em acidente e tem carteira recolhida por omissão de socorro

Em Assembleia Geral a categoria irá decidir se aceita a proposta do Governo do Estado ou se fará paralisação.

Governo do Estado

Em resposta a nossa equipe de reportagem, a assessoria de imprensa do Governo do Estado garante que “o secretário de Estado de Gestão, Júlio Modesto, recebeu os representantes do Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso na terça-feira (12.04) e apresentou as dificuldades financeiras que o Estado tem enfrentado. Sobre o cumprimento da Lei 565/2015, o Governo do Estado informa que até sexta-feira (15) dará uma resposta à categoria,” diz a nota.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.