Depois de quase seis meses preso, o ex-deputado estadual de Mato Grosso, José Geraldo Riva, irá ser solto nessa sexta-feira (08) através de um pedido de habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Nas próximas horas, Riva deixará o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) bem no dia de seu aniversário, 8 de abril.

De acordo com as investigações da operação Metástase foi desencadeada pelo Ministério Público Estadual, Riva é investigado por desviar dinheiro da Assembleia Legislativa, quando era deputado entre os anos de 2011 a 2014. O grupo ao qual era líder simulava compras fictícias de produtos como marmitas e materiais gráficos feitas com a antiga verba de suprimentos, o que totalizou um rombo de R$ 62 milhões aos cofres públicos.

Leia também:  Thiago Muniz cobra novamente prolongamento da avenida Otaviano Muniz e início do Parque da Seriema

De acordo com a defesa do ex-deputado, não há mais motivos para mantê-lo preso, pois os crimes ao qual ele responde são da época em que ele era deputado, como ele não ocupa mais nenhum cargo, não há motivos para o réu continuar preso.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.