Foto: Divulgação / SESP
Material apreendido pela Polícia Civil – Foto: Divulgação / SESP

Júnior dos Santos, 28 anos e Wesley da Silva Alves, 21 anos, foram presos na manhã desta terça-feira (5), em Sinop (MT) durante a Operação Carga Máxima. Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), os dois foram presos acusados de roubo, posse de artefato explosivo e formação de quadrilha armada. Eles já tem passagens criminais.

De acordo com a Polícia Civil, os dois são acusados de ter cometido um assalto às 5h de hoje em uma residência. Com os suspeitos, localizados em uma residência no Jardim das Oliveiras, foram apreendidos 11 bananas de emulsão explosivas, uma pistola 380, um revólver 38, joias, dinheiro, além de um veículo Onix, cor branca, produtor de roubo.

Leia também:  Jovem faz anúncios de venda em rede social e é presa com 329 latas furtadas de leite em pó em MT

Conforme informou a SESP, por meio de assessoria, Júnior dos Santos foi condenado por homicídio e Wesley responde por roubos. O dono da residência ainda não foi identificado e terá a prisão requerida à Justiça. Segundo a Polícia, o explosivo encontrado na casa seria dele.

De acordo com o delegado regional, Sérgio Ribeiro, o dono da residência seria o ‘chefe do bando’. A origem do explosivo será investigada pela Polícia, já que possivelmente o mesmo seria utilizado em ataques a bancos.

A ação foi feita pelos policiais da regional de Sinop com o apoio dos civis da Delegacia Municipal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.