O vice-presidente Michel Temer (PMDB) anda com medo das vozes que vem da rua neste momento. Segundo o resultado da pesquisa do Instituo Brasileiro de Opinião e Estatística (Ibope) realizada de 14 a 18 de abril mostra que 62% dos entrevistados preferem novas eleições presidenciais.

O resultado da pesquisa acendeu o sinal de alerta no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente, que agora vê o feitiço virar contra o feiticeiro, já que na sua estratégia de legitimar sua subida ao poder, Temer, tem discursado que ele estaria legitimando as vozes que vem da rua ao assumir a presidência do Brasil.

O medo de Temer, tem razão de ser, já que até a presidente Dilma Rousseff (PT), resolveu encampar a vontade popular, expressa no resultado da pesquisa e já anda fazendo campanha por novas eleições.

Leia também:  Antero não confirma ida para o Podemos

No Congresso Nacional, alguns deputados e senadores também já acreditam que a melhor forma de legitimar e dar novos rumos a política brasileira seria através de novas eleições.

Temendo que o movimento por uma nova “Diretas Já” como já está sendo chamado o movimento, o vice-presidente já consultou informalmente ministros do Superior Tribunal Federal sobre a legalidade de uma emenda à constituição, que permita novas eleições.

Veja abaixo parte do resultado da pesquisa Ibope:

Segundo os entrevistados, a melhor forma de superar o momento de crise política seria:

62% – Dilma e Michel Temer saírem do governo e ocorrer nova eleição para presidente

25% – Dilma continuar seu mandato com um novo pacto entre governo e oposição

Leia também:  Fux diz que delação de Silval é "monstruosa"

8% – Dilma sofrer impeachment e o vice-presidente Michel Temer assumir a presidência

3% – Não sabe/não respondeu

2% – Nenhuma dessas/outra

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.