Sessão Câmara Municipal de Rondonópolis - Foto: Arquivo AGORA MT
Sessão Câmara Municipal de Rondonópolis – Foto: Arquivo AGORA MT

A venda do terreno no Centro de Rondonópolis, onde era localizada a antiga rodoviária, foi tema de divergência entre alguns vereadores da Câmara Municipal de Rondonópolis na tarde desta quarta-feira (27). O projeto para aprovação do leilão foi retirado de pauta pelo líder do prefeito na Casa, Ibrahim Zaher (PSD).

O presidente, Lourisvaldo Manoel, o Fulô (PMDB), afirmou com todas as letras que é contra a venda do espaço “O município tem que fazer um projeto decente para aquele espaço, que beneficie a todos, pegar um terreno ‘nobre’ do povo e vender não é certo. O parlamentar salientou ainda que não foi justificado, por parte da prefeitura, onde seria investido o dinheiro caso o terreno fosse a leilão.

Leia também:  Aula inaugural da Unemat em Rondonópolis acontece nesta segunda (4)
Thiago Muniz - Foto: Ronaldo Teixeira/AGORAMT
Thiago Muniz – Foto: Ronaldo Teixeira/AGORAMT

Oposto a opinião de Fulô e integrante da base aliada do Prefeito, o vereador Thiago Muniz (PPS), debateu que o município não tem dinheiro para investimento no local e que o terreno parado não traz benefício nenhum, apenas problemas “Ali era uma rodoviária horrível, o Prefeito foi e construiu uma nova em outro lugar, de lá para cá já se foram 15 anos e nenhum gestor fez nada. Agora que ele quer fazer algo também reclamam” afirmou o vereador.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.