Reprodução
Reprodução

O Pacto em Defesa das Cabeceiras do Pantanal vai lançar em julho uma série de cinco curtas-metragens que, juntos, revelam a importância do trabalho de conservação dos rios e nascentes da região que vem sendo feito desde 2010 e como ele ajuda na manutenção do meio ambiente, da biodiversidade e do desenvolvimento sustentável.

Os personagens dos filmes são todos pantaneiros de nascimento ou de coração que há décadas vivem nos municípios das Cabeceiras do Pantanal – local onde nascem as águas que garantem a inundação da maior área úmida do planeta e sua biodiversidade – e que ali criaram suas famílias e construíram seus meios de subsistência.

Pequenos produtores rurais, pescadores, empresários constatam o desaparecimento das nascentes por más práticas e também a queda na qualidade da água dos rios, mas alertam que ainda há tempo de trabalhar pelas águas. Eles são alguns dos beneficiários do Pacto, aliança que pretende recuperar pelo menos 50 nascentes e conservar 747 quilômetros de rios da região.

Leia também:  MPE notifica Poderes para que travestis e transexuais possam usar ‘nome social’

As imagens foram feitas em abril em Tangará da Serra, Cáceres, Mirassol D’Oeste, São José dos Quatro Marcos e Lambari D’Oeste pela Imaginação Filmes Artes Audiovisuais Ltda.

 Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.