O consumidor mato-grossense terminou o mês de abril pagando mais caro pelo preço médio da carne bovina, no varejo, no comparativo com março conforme um levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

O preço do quilo da maminha, por exemplo, aumentou mais de 6%, saltando de R$ 21,31 para R$ 24,40. Já o preço do acém registrou um aumento em mais de 3%, passando de R$ 14,12 para R$ 14,64.

O coxão mole aumentou 3,52% passando de R$ 11,26 para R$ 11,66 e a costela de R$ 21,48 para R$ 22,22, aumentando mais de 3,45%. Outros cortes também tiveram aumento no preço médio.

Por outro lado, outros cortes registraram queda e a mais expressiva foi no quilo do contrafilé, que caiu de R$ 27,90 para R$ 26,97. Em Rondonópolis o preço do corte pode ser encontrado de R$ 19,49 a R$ 19,98. O coxão mole de R$ 17,58 a R$ 17,99 e a fraldinha por R$ 19,50 o quilo.

Leia também:  Exportação de carne bovina aumenta em MT

O balanço do abate de bovinos em abril ainda não foi divulgado. O Instituto já estacou que houve em março redução, o que pode ter incidido nos preços, diante da menor oferta.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.