O Ministério Público do Estado de Mato Grosso divulgou nesta terça-feira (10) que fez uma denúncia contra os envolvidos no escândalo conhecido como “Cartas Marcadas”. Ao todo foram denunciadas 15 pessoas, entre elas, o deputado estadual Gilmar Fabris e o ex-secretário de fazenda, Éder Moraes. A denúncia foi protocolado no dia 07 de abril.

Entre os crimes atribuídos ao grupo estão: formação de quadrilha, falsificação e alteração dos papéis de créditos públicos, peculato e lavagem de dinheiro.

Segundo o Ministério Público, o esquema consistiu na emissão fraudulenta de certidões de crédito de cunho salarial, com a participação de agentes públicos e membros do Sindicato dos Agentes de Administração Fazendária do Estado de Mato Grosso.

Leia também:  Seplan divulga boletim sobre cenário econômico de Mato Grosso

A ação criminosa, segundo o Ministério Público resultou na falsificação de papéis de créditos em mais de R$ 665 milhões com violação do Acordo Extrajudicial e à Lei nº 9049/2008 vigente à época dos fatos.

O MP ainda denuncia que o valor desviado de receita pública girou em torno de R$ 418 milhões. Conforme a denúncia, foi verificado que só na conta da esposa do deputado estadual Gilmar Fabris, a senhora Anglisey Battini Volcov, foram movimentados mais de R$ 30, 4 milhões.

Além do desvio de receita pública, o MP alega que a conduta praticada pelo grupo provocou prejuízos aos servidores da categoria dos Agentes de Administração Fazendária, que foram “criminosamente ludibriados”.

Leia também:  Concurso da Seduc recebe mais de 250 mil inscrições

Lista de Denunciados:

01 – GILMAR DONIZETE FABRIS – Deputado Estadual;
02 – ÉDER DE MORAES DIAS – Secretário de Fazenda à época dos fatos;
03 -OCIMAR CARNEIRO DE CAMPOS – advogado e cunhado de Gilmar Fabris;
04 -JOÃO VICENTE PICORELLI – Presidente do Sindicato dos Agentes de Administração Fazendária (SAAFEMT);
05 -ENELSON ALESSANDRO NONATO – Advogado do Sindicato dos Agentes de Administração Fazendária;
06 – DORGIVAL VERAS DE CARVALHO – Procurador-geral do Estado à época dos fatos;
07 -JENZ PROCHNOW JUNIOR – Procurador-geral do Estado à época dos fatos;
08 – DILMAR PORTILHO MEIRA – Procurador do Estado
09 – GERSON VALÉRIO POUSO – Procurador do Estado
10 – NELSON PEREIRA DOS SANTOS – Procurador do Estado
11 -EDMILSON JOSÉ DOS SANTOS – Secretário de Fazenda à época dos fatos;
12 – ANGLISEY BATTINI VOLCOV – Companheira de Gilmar Fabris
13 – VANÚZIA DA SILVA ARAÚJO – Assessora do parlamentar
14 – LUCIANO DIAS DE SOUZA – Assessor do parlamentar
15 – LAURA TEREZA DA COSTA DIAS – Esposa de Éder Moraes

Leia também:  Febre Chikungunya aumenta 116% neste ano em Mato Grosso
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.