Wagner Carmo: Foto:  inovafoto
Wagner Carmo: Foto: inovafoto

O evento principal do UFC Roterdã, que acontece neste sábado (07), na Holanda, colocará frente a frente dois dos maiores nomes da divisão dos pesados. Andrei Arlovski e Alistair Overeem irão medir forças para tentar entrar em rota de colisão com o campeão da categoria, o brasileiro Fabricio Werdum.

A luta terá um significado especial para Arlovski, que precisará se recuperar de sua primeira derrota sofrida após retornar para a organização. Desde que foi recontratado pelo UFC, em 2014, o atleta acumulou quatro vitórias seguidas contra nomes importantes da categoria, como Travis Browne e Frank Mir.

Quando estava prestes a obter sua disputa de cinturão, Arlovski foi surpreendido por Stipe Miocic, acabou nocauteado no primeiro round e viu o norte-americano ser escalado para enfrentar Werdum. Em entrevista ao UOL Esporte, o bielorrusso explicou que reviravoltas como essa são comuns da divisão.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

“A divisão dos pesos pesados é muito boa. Esta é, provavelmente, a melhor em toda a história da indústria do MMA”, avaliou Arlovski, com a experiência de quem já passou por diversos eventos ao longo de seus 17 anos de carreira.

Para retomar a trajetória que estava construindo na organização, Arlovski precisará superar um motivado Alistair Overeem, que emplacou três vitórias seguidas em suas últimas lutas, inclusive com um nocaute sobre Junior Cigano, e se posicionou como um postulante ao cinturão de Fabricio Werdum.

Curiosamente, os dois dividem a mesma academia, a Jackson Wink MMA, em Albuquerque, nos Estados Unidos, onde também treinam outros astros do UFC como Jon Jones e Holly Holm. No entanto, Arlovski salientou que eles não treinavam juntos.

Leia também:  Título da Champions pode fazer CR7 alcançar Messi

“Ele não é meu parceiro de treino. Ele só treina na mesma academia que eu. Fizemos um ou dois treinos juntos, mas ele não é meu parceiro”, esclareceu o lutador.

Apesar de ter o desejo de retomar o cinturão, que lhe pertenceu durante o ano de 2005, Arlovski não quer pensar muito adiante. Para o lutador, o importante é manter o foco no perigoso duelo contra Overeem para garantir a vitória e então sonhar com objetivos maiores.

“Primeiro, eu quero vencer o Overeem. Só então vamos ver o que o UFC espera. Eu quero fazer a minha lição de casa” concluiu o lutador.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.