Muitos brinquedos e até um carrinho de bebê estavam na casa incendiada - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Muitos brinquedos e até um carrinho de bebê estavam na casa incendiada – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

Marlene Reis dos Santos, 36 anos, foi assassinada na madrugada deste domingo (8), no bairro Pedra 90, em Rondonópolis. A casa em que ela estava foi incendiada e seu corpo foi localizado pelo Corpo de Bombeiros debaixo da cama. O principal suspeito é o ex-marido da vítima, Hélio Alves dos Santos, 25 anos.

Helio Alves do Santos é o suspeito do homicídio de Marlene Reis dos Santos - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
Helio Alves do Santos é o suspeito do homicídio de Marlene Reis dos Santos – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

A Polícia Militar informou que recebeu uma denúncia anônima dizendo que uma casa estava pegando fogo e que havia uma pessoa dentro que gritava por socorro. Quando a Polícia chegou os Bombeiros já haviam controlado as chamas e um corpo havia sido localizado.

A pessoa que denunciou o caso a Polícia disse que o responsável pelo crime seria o marido e que ele teria colocado o fogo e fugido em uma Monza prata. Depois de constatado o fato, os policiais foram até a casa da filha da vítima que indicou onde o suspeito morava.

Leia também:  Mulher é presa com mais de 8 kg de drogas escondidos em bagagem

No local a Polícia encontrou o Monza ainda com o motor morno e dentro havia um galão de combustível vazio. Os policiais chamaram por ele que ao sair de dentro da casa foi detido. Ele foi levado para a 1ª Delegacia de Polícia. O galão e o carro foram apreendidos.

O suspeito nega que tenha cometido o crime. A Polícia Técnica esteve no local e o resultado da causa da morte saíra em alguns dias para saber se ela morreu carbonizada ou se já estava morta quando foi ateado o fogo na casa.

O crime ocorreu no bairro Pedra 90 - Foto: Ricardo Costa / AGORA MT
O crime ocorreu no bairro Pedra 90 – Foto: Ricardo Costa / AGORA MT

EXTRAS

Pessoas conhecidas da vítima relataram que ela tinha um relacionamento amoroso com Hélio, mas que a relação já havia terminado. Hélio não aceitava o fim do relacionamento e na noite de ontem teria procurado Marlene para tentar reatar. Apesar desses fatos relatados, apenas a Polícia poderá dar a versão oficial sobre o crime.

Leia também:  Veículos estacionados são furtados em ruas de Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.