Um homem, de 28 anos, matou a própria mulher na frente da filha pequena do casal na zona sul de São Paulo. O suspeito estava inconformado com a separação e está foragido da Justiça.

Juliana e Romildo, ambos de 28 anos, mudaram-se da Bahia para São Paulo para trabalhar. O casal possuía uma barraca que vendia acarajé, na zona sul da capital paulista.

Foto: Reprodução Rede Record
Foto: Reprodução Rede Record

O homem, no entanto, se envolveu com drogas e, por esse motivo, se separou da mulher.

Romildo consegue reverter a situação e volta com Juliana. No entanto, a mulher percebeu novamente que o companheiro voltou a usar entorpecentes.

De acordo com informações da família, Juliana pedia, mais uma vez, o fim do relacionamento com Romildo.

Leia também:  Criminosos encapuzados invadem casas da zona rural e matam 4 pessoas no RN

Inconformado com a separação, Romildo mata a mulher na frente da filha de 2
dois anos, na casa onde viviam. A mãe do suspeito recebeu uma mensagem do filho antes da tragédia.

— Ele falou que era para eu cuidar da filha dele.

A mãe de Romildo foi a primeira da família a saber da tragédia.

— Pra mim não foi só uma morte, foram duas. Hoje eu estou enterrando não só a minha nora, mas o meu filho também.

A vítima foi encontrada com diversas agressões na cabeça, o que pode indicar traumatismo craniano. A irmã de Juliana, Liliane Conceição, está desolada.

— Meu mundo desabou. A minha irmã era tudo para mim e agora eu só quero Justiça.

Leia também:  Mesmo com medida protetiva homem invade casa e estupra as duas filhas e a ex-mulher
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.