Joias roubadas são recuperadas pela PJC de Canarama- Foto: PJC
Joias roubadas são recuperadas pela PJC de Canarama- Foto: PJC

Três membros de uma quadrilha que roubou cerca de R$ 50 mil em joias e semijoias, no município de Canarana (823 km a Leste), foram presos na quarta-feira (11), durante ação integrada da Polícia Judiciária Civil e a Polícia Militar.

A operação resultou na apreensão de duas armas de fogo e na recuperação das joias roubadas em dois assaltos subsequentes, com o mesmo modo de agir, tendo como alvos uma relojoaria e uma revendedora de joias da cidade de Canarana.

Os suspeitos, Jhonata de Lima Maciel, 26, morador de Canarana, Cleberson Aparecido da Silva Althus, 21, e Euziques Matos da Silva Neto, 22, ambos residentes na cidade de Primavera do Leste (231 km ao Sul), foram autuados em flagrante pelos crimes de roubo qualificado continuado, associação criminosa, e porte ilegal de armas de fogo.

O primeiro roubo foi praticado às 08 horas da manhã de terça-feira (10). Dois homens armados invadiram a Relojoaria Suíça e mediante grave ameaça subtraíram diversas peças de joias.

Leia também:  Poconé | Durante fiscalização PRF apreende menor com 3 Kg de cocaína escondida na bagagem de mão

No dia seguinte, quarta-feira (11), no mesmo horário, os suspeitos invadiram uma residência no bairro Bela Vista. Eles renderam a proprietária e levaram outra grande quantidade de joias.Em seguida, os autores do roubo fugiram pulando o muro dos fundos da casa.

Investigação ininterrupta das equipes de policiais civis e militares, com apoio de relatos das vítimas sobre as características físicas dos assaltantes, levou a confirmação de que se tratava dos mesmos autores.

Joias roubadas são recuperadas pela PJC de Canarama- Foto: PJC
Joias roubadas são recuperadas pela PJC de Canarama- Foto: PJC

Com informações referentes a três homens em um veículo Gol, de cor vermelha, que estavam escondidos em um sítio, próximo à residência da segunda vítima, os policiais montaram monitoramento do local, quando avistaram um homem com a mesma descrição repassada pelas vítimas. Ao perceber a presença da polícia, o suspeito tentou fugir, mas foi detido. Outros dois suspeitos, que estavam nos fundos do sítio, conseguiram empreender fuga, no entanto, também acabaram presos.

Leia também:  Cerca de 44,5 mil maços de cigarros é apreendido no Distrito Industrial

Em buscas no imóvel, os policiais localizaram vários pertences das vítimas, as joias roubadas nos assaltos, além de dois revólveres de calibre 38.

Os três suspeitos foram autuados em flagrante na Delegacia de Polícia de Canarana nos crimes de roubo qualificado continuado, associação criminosa, e porte ilegal de armas de fogo.

O preso Euziques usava tornozeleira eletrônica e quebrou o aparelho para não ser monitorado. Com ele os policiais encontraram uma corrente de 20 gramas de ouro, escondida em sua cueca.

Conforme a Polícia Civil, os suspeitos foram reconhecidos pelas vítimas. Elas informaram que Euziques Matos e Cleberson, cada um portando uma arma de fogo, invadiram os locais e mediante ameaças subtraíram as joias.

O terceiro integrante, Jhonata, dava apoio logístico, permanecendo do lado de fora para cobertura a execução do roubo.

Todos foram levados para Cadeia Publica de Canarana, à disposição da Justiça.

Leia também:  Dois são presos e um menor de 13 anos apreendido por tráfico de drogas

“Nossas investigações apontam que os dois presos da cidade de Primavera do Leste, são integrantes de quadrilhas perigosas que vem executando roubos nos municípios da região. Tudo indica que os indivíduos se deslocam para a cidade, onde pretendem realizar os crimes, usam outros comparsas moradores do local, que agregam a quadrilha dando informações e apoio no planejamento e consumação dos roubos”, comentou o delegado de polícia de Canarana, Deuel Paixão de Santana.

Por se tratar de presos influentes no meio criminoso, a Polícia Civil irá sugerir ao Poder Judiciário, a transferência dos acusados para a unidade prisional de segurança máxima no município de Água Boa.

“Todo efetivo da Polícia Civil e Polícia Militar de Canarana está de parabéns pelo excelente trabalho integrado, logrando êxito em prender os autores e recuperar as joias roubadas. Estamos prestando serviço de qualidade e dando resposta rápida para sociedade”, finalizou o delegado Deuel Paixão de Santana.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.