Termina amanhã (02), o prazo para os partidos políticos entregarem suas prestações de contas do exercício financeiro de 2015 à Justiça Eleitoral. Diretórios municipais, estaduais e nacionais estão obrigados a fazer a entrega.

Os partidos que não tiveram movimentação financeira, nem de bens estimáveis em dinheiro, estão dispensados de apresentar a prestação de contas à Justiça Eleitoral, devendo entregar a Declaração de Ausência de Movimentação Financeira, o que não dispensa a obrigatoriedade de manterem a guarda de sua contabilidade e dos livros obrigatórios.

O presidente do diretório municipal de PSDB, Rodrigo da Zaeli, afirmou que a prestação de contas é importante mesmo fora do ano eleitoral, já que é um modo da população acompanhar as ações dos partidos “Como não tivemos nenhum ato que fosse bancado pelo partido neste ano fizemos a Declaração de Ausência e inclusive já protocolamos” afirmou o presidente.

Leia também:  "Falar de política não está fácil", confessa dirigente do Solidariedade

A prestação de contas deve ser entregue de acordo com o nível de direção partidária. Os diretórios nacionais dos partidos entregam suas contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE); os diretórios estaduais, ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), e as representações partidárias municipais – diretórios, comissões provisórias ou zonais –, aos cartórios eleitorais da respectiva circunscrição.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.