Veículo recuperado pela PJC- Foto: PJC
Veículo recuperado pela PJC- Foto: PJC

A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA), da Polícia Judiciária Civil, fechou o período de dez dias com resultados expressivos, deflagrando de forma programada e estratégica ações policiais que levaram à prisão 20 pessoas na região metropolitana.

Até o dia do fechamento da operação Civil na Carga Máxima (20/04) 11 prisões haviam sido efetuadas pela especializada. Outras 9 se somaram a elas durante esta semana, sendo 06 decorrentes de mandados de prisão preventiva, e 03 em razão de prisões em flagrante, pelas práticas de receptação e posse de arma de fogo e munições.

Entre os mandados cumpridos merece destaque a prisão de Marcelo Augusto de Almeida Mendes, suspeito de envolvimento no latrocínio tentado na madrugada de 20/02, em Várzea Grande. As investigações apontaram que o investigado, mediante violência física, subtraiu o veículo Fiat/Uno Mille Way Econ, cor branca, ano 2009/2010, da vítima B.R.S., oficial de justiça em Várzea Grande.

Leia também:  Pai, mãe e os dois filhos são presos por tráfico, desacato e posse irregular de arma em MT

“Ficou demonstrado que o investigado, valendo-se da circunstância que a vítima estava alcoolizada e sonolenta, não apresentando chance de defesa, agrediu-a fisicamente e ainda jogou-a para fora do veículo. O caso também chamou a atenção porque que Marcelo Augusto era amigo da vítima, saíam juntos para beber, mesmo assim agiu com traição”, afirma o delegado à frente do caso, Marcelo Torhacs. A vítima foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhada ao Pronto Socorro de Várzea Grande. Após alguns dias internada, recebeu alta médica, mas retornou ao hospital devido a complicações médicas.
Um dos flagrantes aconteceu na quinta-feira (28). Christiane Minoti Borba Oliveira foi presa em posse de uma caminhonete GM/S-10, cor preta, produto de furto ocorrido em 29 de janeiro e que apresentava sinais de adulteração de sinais identificadores (na numeração de chassi e placas de identificação), com comprovação de peritos da Politec. Na casa da investigada foram localizadas etiquetas autodestrutivas (sinais identificadores de veículos), documentos e munições de arma de fogo calibres .22 e .38 e calibre .45 (restrito).

Leia também:  Oito pessoas são detidas por tráfico de drogas, dentre elas três menores

As investigações apontaram que Christiane e seu convivente (ainda procurado pela polícia) buscavam “esquentar” a caminhonete GM/S-10, produto de furto, por meio de documentos obtidos com terceiro. A mulher foi autuada por receptação, adulteração de sinal identificador e posse ilegal de munições de uso permitido e restrito. Outro flagrante aconteceu na terça-feira (26) e levou a prisão Alonso Neves da Silva Filho e José Luiz Pinto, ambos por receptação, adulteração de sinal identificador e uso de documento público falso.

Os 6 mandados de prisão preventiva cumpridos esta semana foram em desfavor de Mario Marcio Costa Fontes e Leonardo Bernardes de Jesus (ambos por roubo majorado); Marcelo Augusto de Almeida Mendes (por latrocínio tentado); Pedro Luiz do Amaral Miranda (roubo majorado); Walleson Verão da Cruz e Renata Jesus da Silva (ambos latrocínio).

Leia também:  Tio e padrasto são presos por estupro de vulnerável

As operações contaram com o empenho de todo efetivo de investigadores e escrivães da DERRFVA, coordenados pelos delegados de polícia Marcelo Martins Torhacs e Adriano Henrique Sanches, supervisionados pelo delegado titular Vitor Hugo Bruzulato Teixeira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.