Homicidio de Joao Carlos Pereira Ribas - Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT
João Carlos foi morto quando estava deitado com a esposa – Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT

João Carlos Pereira Ribas, 42 anos, era mesmo um homem marcado para morrer, essa é a conclusão preliminar da Polícia Judiciária Civil (PJC), já que em menos de 72 horas João Carlos sofreu um tentativa de homicídio e hoje (30) pela manhã acabou sendo morto com pelo menos três tiros enquanto estava deitado em sua cama com a esposa.

Quadra de esporte onde o homicidio de Joao Carlos Pereira Ribas aconteceu - Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT
Quadra de esporte onde o homicídio de Joao Carlos Pereira Ribas aconteceu – Foto: Varlei Cordova/ AGORA MT

O crime aconteceu em um barraco improvisado na quadra de esportes do bairro Nossa Senhora do Amparo, que pertence a Associação de Moradores de Bairro e até ontem (29) abrigava famílias sem moradia.

De acordo com informações colhidas no local e com a esposa da vítima, João Calos estava deitado, quando um homem de estatura baixa entrou no barraco e efetuou os disparos na cabeça da vítima, mesmo sob os apelos de clemencia da esposa.

Leia também:  Caminhonete estacionada em avenida é furtada na Vila Aurora

Segundo a delegada Karla Cristina Peixoto Ferraz da Delegacia Especializada de Crimes Contra a Pessoa (DCPP), o crime de hoje pode ter relação com uma tentativa de homicídio sofrida por João Carlos a menos de 72 horas próximo a uma boca de fumo no bairro Luz D´Yara.

A delegada também informou preliminarmente que as características do crime apontam para um execução o que reforçaria a tese de que João Carlos estaria marcado para morrer.

Agora a DCPP irá investigar o fato para tentar chegar ao autor e o motivo para o crime.

NOTA DA PREFEITURA

Após saber do crime ocorrido no local onde até ontem (29) algumas famílias desabrigadas ocupavam a quadra à espera de orientações e ou um local para morar, a prefeitura emitiu uma nota de esclarecimento sobre as duas famílias que ainda estavam no local.

Leia também:  Família é assaltada na calçada de casa por homens armados

Leia a nota:

“O secretário de Habitação e Urbanismo, Roberto Carlos Correa de Carvalho, disse que a vítima João Carlos Pereira Ribas não estava registrado como um dos ocupantes da quadra do Nossa Senhora do Amparo.

Roberto Carlos disse ainda que no início desta semana todas as famílias que estavam acampadas na quadra foram relocadas, quem estava apta a receber um imóvel, foi atendido pela Secretaria. Outros foram registrados e estão sendo avaliados para constatar se realmente se enquadram no programa habitacional”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.