Um dos cômodos da casa - Foto: Aparecido Marden / AGORA MT
Um dos cômodos da casa – Foto: Aparecido Marden / AGORA MT

Um casal foi feito de refém em uma residência particular por quatro homens fortemente armados e violentos, na madrugada desta quinta-feira (30), em Alto Taquari (MT). Após revirarem toda a casa, a quadrilha fugiu levando uma pistola Tauro 380, avaliada no valor de R$ 5 mil e várias joias.

As vítimas foram agredidas durante a ação que aconteceu a 200 metros da Delegacia da cidade.

“Fui rendido assim que cheguei ao meu portão por volta da 00h30, havia acabado de sair do serviço. Um rapaz veio com uma arma apontada em minha direção e ao mesmo instante outro indivíduo que estava escondido atrás de uma árvore apareceu e eles entraram dentro da minha casa, a todo momento violentos, me bateram, bateram em minha esposa”, relatou a vítima.

Leia também:  Após discussão com cliente, travesti é alvejada na boca e no braço

Ainda segundo a vítima, provavelmente os assaltantes já sabiam que ele tinha uma coleção de armas.

“Eles já entraram agredindo minha esposa, pegou um fio de telefone nos amarrou, e a todo momento falavam que queriam as armas, o cofre e que queriam ouro” lembra.

A vítima ainda disse que a intenção dos suspeitos era realizar um sequestro, e isso só não aconteceu porque a viatura da polícia passou na rua e ligou a sirene, “quando eles ouviram o barulho da sirene saíram correndo, pularam o muro dos fundos e foi aí que corri para pedir ajuda aos policias ”.

Após o assalto as vítimas procuraram a Polícia e em seguida foram ao hospital cuidar dos ferimentos. O proprietário da casa teve que levar seis pontos na cabeça e disse que todas as armas que possui são legalizadas e documentadas.

Leia também:  Após ser espancada e esfaqueada, corpo de mulher é jogado em esgoto de MT

A quadrilha estava em uma caminhonete. Eles abandonaram o veículo que teve os pneus furados pela vítima.

Caminhonete abandonada pela quadrilha - Foto: Aparecido Marden / AGORA MT
Caminhonete abandonada pela quadrilha – Foto: Aparecido Marden / AGORA MT

As informações constam em registro no Boletim de Ocorrência (BO) 2016.201302.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.