Reprodução
Reprodução

O governo federal tomou providências para liberar a importação do feijão. O cereal será comprado de países vizinhos do Mercosul: a Argentina, Paraguai e Bolívia. O objetivo é diminuir o preço do alimento nos supermercados, já que o alimento ficou mais caro no Brasil em função de questões climáticas, que causaram a perda de praticamente todas a safra no Centro-Oeste.

O presidente em exercício, Michel Temer, fez a requisição ao ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi. Ao Portal do Planalto, o ministro também revelou que está sendo estudada a possibilidade de trazer o produto do México, após a assinatura de um acordo sanitário, e da China. Outra medida que está sendo tomada é de negociar com grandes redes de supermercado para que busquem o produto onde há maior oferta.

Leia também:  Bebê da entrada em hospital com queimadura no braço e morre após medicamento na veia
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.