Um homem identificado como Darci Lemes Santos, 35 anos, foi preso neste domingo (19) em um sítio localizado no assentamento rural Antônio Conselheiro, zona rural de Tangará da Serra (MT). Ele é acusado de estuprar e manter em cárcere privado, a mulher, 35 anos e a filha, 12 anos.

Segundo informações da Polícia, mãe e filhas eram proibidas de deixar o sítio e ficaram isoladas do convívio social há sete meses, as filhas não poderiam nem mesmo a escola.

A esposa do suspeito confessou que ele mesmo havia contado a ela que mantinha relações sexuais com a filha. “Ele me levou para a beira do rio, contou o que fazia com ela e disse que se alguém ficasse sabendo todas nós morríamos,” relatou a mulher à Polícia.

Leia também:  Poconé | Durante fiscalização PRF apreende menor com 3 Kg de cocaína escondida na bagagem de mão

A mulher ainda disse que o marido teria engatilhado o revólver na cabeça dela e das filhas.

No local ainda foram apreendidas duas armas – um revólver calibre 38 e uma espingarda. Segundo a mulher, era com essas armas que o suspeito ameaçava matá-las.

O caso só foi denunciado pela vítima R.C.S após insistência de familiares. A família aproveitou o momento que Darci saiu para pescar deixando as armas escondidas em casa.

Os policiais localizaram o suspeito a margem do rio, ele foi entregue na Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Tangará.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.