E mais uma vez o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) não concluiu o julgamento do habeas corpus do ex-governador Silval Barbosa (PMDB) e dos ex-secretários estaduais Marcel de Cursi (Sefaz) e Pedro Nadaf (Casa Civil).

No julgamento desta quarta-feira (22), o desembargador Pedro Sakamoto pediu vista novamente, pois disse que não teve tempo de formular e concluir seu voto.

Os três estão presos desde o dia 17 de setembro do ano passado acusados de comandarem uma quadrilha que cobrava propina de empresários beneficiados com incentivos fiscais no Estado.

Na semana passada, o julgamento foi adiado porque o desembargador Rondon Bassil Dower Filho se declarou suspeito para julgar processos derivados da operação Sodoma.

Leia também:  Todo mundo Já sabia

Durante a sessão de ontem (22), o juiz Jorge Luiz adiou o desfecho do caso para a próxima quarta-feira (29).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.