A comissão do Tribunal de Contas de Mato Grosso encarregada de fiscalizar o cumprimento dos Termos de Ajustamento de Gestão (TAGs) das obras da Copa do Mundo em Cuiabá e Várzea grande realizou nesta segunda-feira (11.07) a segunda etapa da segunda vistoria. A primeira etapa ocorreu no último dia 6. Coordenada pelo conselheiro substituto João Batista, a equipe do TCE percorreu cinco obras ainda não concluídas.

Foram vistoriadas as obras do Viaduto Dom Orlando Chaves, em Várzea Grande; a restauração da canalização do córrego 08 de Abril; a Trincheira do Santa Isabel; a Arena Pantanal e a duplicação da Avenida Archimendes Pereira Lima (Estrada do Moinho).

Além destas, também estão incluídas nos TAGs obras como o Complexo Viário do Tijucal, COT UFMT, COT do Pari, Avenida Parque do Barbado, Trincheira do Santa Izabel, Morro do Despraiado, Trincheira Ciríaco Cândia, Aeroporto Marechal Rondon, Rodovia Mario Andreazza; Morro do Despraiado, entre outras. São 17 obras que deveriam ter sido entregues antes da Copa, mas que acabaram paralisadas.

Leia também:  Detentos assistem peça teatral pela 1ª vez em Cuiabá

As vistorias de fiscalização e acompanhamento têm por objetivo identificar se os termos dos TAGs estão sendo cumpridos e se os serviços estão sendo realizados com a qualidade devida. As vistorias vão gerar um relatório final a ser apresentado ao Pleno da Corte de Contas e à Secretaria de Estado de Cidades (Secid) para providências nos casos eventuais de inconformidades.

A comissão foi criada em março deste ano pelo TCE e tem como membros o conselheiro José Carlos Novelli, o conselheiro substituto, João Batista Camargo, o procurador Alisson Carvalho de Alencar e os auditores Lafayete Garcia Novaes e André Luis Souza Ramos. A primeira vistoria foi realizada na sequência da criação, em abril.

Leia também:  Em MT, 35,20% dos candidatos do Enem 2017 perderam o 1° dia de prova

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.