Ela sempre foi apaixonada por balé, mas aos 9 anos foi diagnosticada com osteosarcoma, um câncer raro, e precisou amputar parte da perna direita.

Foto: Barcroft Media
Foto: Barcroft Media

Passados o susto e o trauma, agora Gabi voltou a dançar balé (vídeo abaixo) e quer ser uma inspiração para outras pessoas também jamais desistirem dos seus sonhos.

A estudante do Missouri, nos Estados Unidos, que fazia balé desde os 6 foi submetida a sessões de quimioterapia e enfrentou cirurgias.

Depois de muitos procedimentos, Gabi conseguiu combater a doença e teve o tornozelo e o pé religados à parte restante do corpo.

Mas os médicos precisaram girar o membro em 180 graus para facilitar a mobilidade. Sim, ela ficou com o pé virado para trás.

Leia também:  Farmácias do Uruguai começam a vender maconha a partir desta quarta
Foto: Barcroft Media
Foto: Barcroft Media

Em entrevista ao Daily Mail, os médicos disseram que é como se o membro recolocado servisse de joelho.

A mãe de Gabi, Debbie, ficou preocupada com o que ia dizer para a filha quando percebeu a longa batalha que teriam que enfrentar.

“Às vezes, coisas ruins acontecem com pessoas boas, não sabemos porquê, mas nós temos que fazer o nosso melhor para passar por isso. E é isso que nós fizemos”, afirmou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.