Uma corrente de orações pelo fim da guerra entre brancos e negros está surgindo de forma espontânea em pontos diferentes dos EUA.

A cena está ficando comum em vários locais: policiais estão sendo convidados para orar com cidadãos que pedem a paz no país.

A corrente de orações começou a surgir em diferentes estados, após a onda de violência contra negros ocorrida no início deste mês em Dallas, Louisiana e Minnesota.

Foto: GoodNewsNetwork
Foto: GoodNewsNetwork00

Nas últimas semanas foram registrados três episódios em que policiais oram com membros da comunidade.

Por terem ocorrido no Mississipi, Kentucky e Geórgia, as ações aparentemente não têm ligação entre si, ou seja, foram voluntárias.

Na Geórgia o policial Clinton Powell estava no supermercado quando foi abordado por Avery Rosser com o pedido para orarem juntos. Rosser compartilhou a foto nas redes sociais.

Leia também:  Tempestade Harvey acalma e deixa grandes estragos e mais de 1 milhão de pessoas desabrigadas

Em Kentucky, outro estado americano, Rita Baker, estava parada com seu veículo no semáforo, quando fotografou um policial e um morador de rua que pareciam estar orando em pé à beira da estrada.

Os dois estavam de mãos dadas e de cabeça baixa. “Eles ficaram assim durante todo o tempo que estive parada no semáforo”, escreveu ela na postagem em que divulgou a foto.

No estado do Mississipi, o policial Josh Harmon afirmou que uma senhora o fez parar o veículo num posto de gasolina e pediu para rezar com ele.

O policial afirmou que foi tomado por uma forte emoção ao perceber que outras pessoas no local também rezaram juntas. “Eram brancos e negros juntos orando. Foi incrível, não havia ódio”, afirmou.

Leia também:  Tiroteio dentro de igreja deixa idosos feridos nos EUA

O policial postou um vídeo em que descreve o momento. “Foi uma das experiências mais incríveis da minha vida. Eu nunca posto nada relacionado ao meu trabalho, mas isso é algo que vou lembrar para o resto da minha vida e tinha que compartilhar. Ela veio até mim e disse ‘Você salva vidas, posso orar com você’”, afirmou o policial.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.