A Polícia Civil acredita que o homem que foi preso em Muzambinho na tarde de segunda-feira (11) possa fazer parte de uma quadrilha que roubou pelo menos R$ 1 milhão em assaltos a agências bancárias e dos Correios no Sul de Minas. Ainda conforme a polícia, os R$ 240 mil em dinheiro encontrados em canos de PVC na casa do suspeito pode ser parte do dinheiro roubado da agência do Sicoob de Alfenas (MG).

Foto: Reprodução EPTV
Foto: Reprodução EPTV

“Ele me falou que junto com mais três pessoas assaltaram o Sicoob de Alfenas levantando o montante de R$ 320 mil”, disse o delegado Adnan Cassiano Grava.

O homem preso em Muzambinho foi apresentado nesta terça-feira (12) pela polícia. Segundo a polícia, ele já foi preso em Monte Santo de Minas (MG) por ter assaltado a agência dos Correios na cidade.
Depois de fugir da prisão, ele teria participado de vários outros assaltos a bancos e agências dos Correios na região.

Leia também:  Brasil reabre mercado japonês para exportação de leite e derivados

Na casa onde estavam os R$ 240 mil, escondidos em canos de PVC pendurados em uma árvore, a polícia também encontrou peças e partes de automóveis que podem ter sido roubados para que os crimes pudessem ser feitos. Um carro branco apreendido com o suspeito teria sido usado em outro assalto a uma agência do Sicoob, no mês passado, em Alterosa (MG).

“Com o Cruze branco roubado de Alfenas ele participou do assalto em Alterosa, onde a família do gerente foi feita refém, confessadamente esse
banco de Alfenas ele roubou também, Conceição da Aparecida temos suspeitas, Itobi”, disse o delegado.
A polícia ainda procura por um homem de 25 anos que conseguiu fugir e por outras pessoas envolvidas na quadrilha que vem assaltando agências na região. O suspeito preso em Muzambinho foi levado para o Presídio de Guaxupé.

Leia também:  Caminhão em alta velocidade atinge escola e deixa mais de 20 estudantes feridos
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.