Reprodução
Reprodução

Dois exames para detecção do vírus HTLV-1 foram incorporados à tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). A decisão da Secretaria de Atenção à Saúde foi publicada no Diário Oficial da União, nesta quarta-feira. O vírus é conhecido por estar associado a doenças graves neurológicas degenerativas, como a paraparesia espástica tropical, e hematológicas, como a leucemia e o linfoma de células T humana do adulto (ATL).

Os procedimentos são para detecção de RNA do HTLV-1 e pesquisa de anticorpos anti-HTLV-1, custando, respectivamente, R$ 65 e R$ 85. Ambos são de média complexidade e podem ser feitas em pessoas de ambos os sexos, a partir de 19 anos, em casos já diagnosticados como leucemia ou linfoma de células T do adulto.

Leia também:  Homem é preso em flagrante dentro de ônibus com R$ 700 mil em mala

Da mesma família do HIV, o retrovírus é transmitido por relações sexuais desprotegidas, transfusões de sangue, uso compartilhado de seringas e agulhas ou da mãe para o filho, durante gestão, aleitamento e no momento do parto.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.