O mês de junho deste ano teve queda de 10,8% no faturamento das indústrias de material de construção na comparação com o mesmo mês do ano passado. Segundo a Associação Brasileira da Indústria dos Materiais de Construção (Abramat), em relação a maio deste ano, o faturamento caiu 3,7%.

Na comparação entre o primeiro semestre deste ano e o mesmo período de 2015, a retração foi de 14,3%. “As condições negativas na economia continuam a afetar o desempenho da indústria. Estamos na expectativa de uma retomada do crédito para reformas e do anunciado estímulo à infraestrutura via concessões e PPPs [parcerias público-privadas]”, disse, em nota, o presidente da Abramat, Walter Cover.

As indústrias de materiais segmentados em base e acabamento também apresentaram queda, de 13,7% e 6,5%, respectivamente, ante junho do ano passado. Em comparação com maio deste ano, houve queda de 3,8% nas vendas de base e de 3,6% nas vendas de materiais de acabamento.

Leia também:  Abate de bovinos recua 4,17%, mas economistas acreditam em reversão de queda

O nível de empregos no setor também caiu. A retração foi de 9,7% nos empregos em relação a junho do ano passado. “Os seguidos resultados negativos e a atual conjuntura econômica fizeram a associação rever a perspectiva para 2016, que passa a ser de 8% de retração na comparação com 2015”, destacou, em nota, a Abramat.

Para os próximos meses, as projeções da entidade indicam continuidade das tendências de queda.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.