O governo turco retomou o controle da situação no país após a tentativa fracassada de golpe por um grupo de militares na última sexta-feira e já prendeu ao menos 6 mil pessoas suspeitas de envolvimento na ação.

Reprodução
Reprodução

Entre os detidos está também Ali Yazici, um oficial do Exército que atuava como uma espécie de assessor militar do presidente Recep Tayyip Erdogan.

“Nós vamos continuar a limpar esse vírus de todas as instituições do Estado, porque esse vírus está se espalhando. Infelizmente, como um câncer, esse vírus está envolvendo todo o Estado”, afirmou Erdogan durante o enterro de uma das vítimas dos confrontos ocasionados por causa da tentativa de golpe na última sexta.

Leia também:  Atentado com caminhão-bomba em embaixadas de Cabul mata 80 e deixa mais de 300 feridos

O presidente disse ainda que irá fazer o país avançar “unido”.

O número de mortos entre os conflitos que tomaram conta do país por causa da ação do grupo de militares já chegou a 290. Desses, mais de 100 são de pessoas que estavam participando da tentativa de golpe.

Reprodução
Reprodução

As autoridades turcas – em especial o presidente Recep Tayyip Erdogan – haviam convocado o povo para ocupar os lugares públicos e defender o país do golpe que parte dos militares tentava dar no governo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.