Seis municípios decretaram situação de emergência por estiagem no início do mês de julho. A falta de chuva tem provocado prejuízos aos produtores rurais e a população dos municípios de Guiratinga, Canarana, Água Boa, Novo São Joaquim, Cláudia e Querência. A Secretaria Adjunta de Proteção e Defesa Civil está auxiliando no caso.

O decreto de situação de emergência foi emitido para os municípios e com isso, a equipe da Coordenadoria de Resposta e Reconstrução da Defesa Civil levanta in loco as perdas, avaliando se atingem os índices para a determinação.

Segundo a assessoria, as equipes vão ajudar os municípios nos processos de captação de recursos e auxílio humanitário junto ao Estado e Governo Federal.

Leia também:  Em agosto, Barra do Garças realiza a 8ª Caravana da Transformação

 “Estamos em busca da complementação de relatórios e laudos técnicos a serem encaminhados aos órgãos de defesa estadual e nacional, a partir da decretação de situação de emergência do executivo municipal”, explica o coordenador do trabalho, Benedito de Araújo Gomes.

Ainda há outras regiões que estão passando pelo sofrimento da seca, contudo, ainda não solicitaram a intervenção da Defesa Civil de Mato Grosso. O órgão orienta aos municípios que façam uma solicitação, através de ofício, pedindo a visita de técnicos para auxiliar na decretação de emergência e demais processos que forem necessários.

O decreto de situação de emergência, segundo o órgão, é emitido pelo executivo do município, homologado pelo Governo do Estado e tem validade de 90 dias, que pode ser prorrogado por mais 90. (Com Ascom)

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.