É perceptível que o clima seco afetou as lavouras de algodão em Mato Grosso, e é isso que mostra a 6ª estimativa da safra 15/16, ao apontar queda de 20/ha na produtividade média, quando comparada à do ano passado. A constatação é do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), no último boletim.

O Imea aponta que “nas regiões oeste e sudeste, que possuem maior relevância considerando o total de área cultivada, espera-se que o aproveitamento fique em torno de 260 @/ha e 249 @/ha, respectivamente. A médio-norte, com recuo de 2,46 p.p. e noroeste, com 1,33 p.p., foram as que apresentaram maiores variações desde o último levantamento. O nordeste e o centro-sul permanecem com suas projeções inalteradas”.

Leia também:  Justiça suspende decreto que aumentou preço dos combustíveis

Conforme o Imea, a “região nordeste mesmo sem alteração nesta estimativa, continua com infelicidade de apresentar as maiores perdas, com uma redução de 15,4% em relação à safra 14/15. O impacto causado pela falta de chuva gera preocupação aos produtores, mas a esperança por fibra de qualidade é o que motiva a colheita no Estado”.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.