Em nome do bem estar dos trabalhadores o país europeu reduziu para 30 horas a jornada de trabalho e o melhor: conseguiu aumentar sua produtividade.

Reprodução
Reprodução

A cidade realizou uma experiência recente com trabalhadores da área da saúde, na esperança de reduzir problemas relacionados a estresse e depressão entre eles.

A carga horária de trabalho dos cuidadores em uma casa de repouso para aposentados foi reduzida de oito para seis horas.

A casa Svartedalens foi escolhida para a experiência por conta do crescente número de casos de enfermeiros procurando atendimento médico devido ao estresse do trabalho.

Em uma tentativa de aumentar a produtividade e obter melhores resultados, a cidade decidiu reduzir a jornada de trabalho dos funcionários para 30 horas semanais, o que gerou um custo de US$ 1 milhão (R$ 3,8 milhões) na contratação de 14 novas pessoas para compor a equipe e garantir o atendimento.

Leia também:  Explosão em depósito de gás deixa várias pessoas feridas na Áustria

A cidade acompanha com atenção os efeitos da redução da jornada de trabalho e está usando uma outra instituição similar como controle para comparações futuras.

Em entrevista ao The Guardian, uma enfermeira do local é prova de que a iniciativa pode ter, de fato, trazido bons resultados.

“Eu costumava estar exausta o tempo todo, eu voltava para casa do trabalho apenas para me jogar no sofá”, disse Lise-Lotte Pettersson, de 41 anos.

“Mas não agora. Eu estou muito mais alerta: eu tenho mais energia para o trabalho, e também para minha família.”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.