Foto: Divulgação
Aeroporto Marechal Rondon – Foto: Divulgação

O Aeroporto Internacional de Cuiabá – Marechal Rondon ficou mais uma vez com a última posição no ranking de uma pesquisa feita pelo Governo Federal que avalia 38 itens e serviços do aeródromo. A 1ª posição ficou com o aeroporto de Curitiba (PR).

A pesquisa do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil ouviu 13.452 passageiros que passam pelos 15 maiores aeroportos do Brasil. O levantamento refere-se ao 2º trimestre deste ano.

Entre os itens avaliados estão, tempo de espera na fila de check-in e na restituição de bagagem, preço da comida vendida no terminal, limpeza dos banheiros, entre outros. O passageiro poderia dá notas de 1 a 5 para cada item, com base nelas, a SAC atribuiu uma média para cada aeroporto.

Leia também:  Prefeitura de Nova Bandeirantes é alvo de operação da PC contra desvio de dinheiro público

Na avaliação, o aeroporto Marechal Rondon foi o que recebeu a nota mais baixa com a média de 3,36. O melhor aeroporto do país, segundo a pesquisa, é o de Curitiba com 4,64. Em seguida, aparece o Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com a média de 4,44. Porta de entrada das Olimpíadas, o aeroporto do Galeão é o 3º pior aeroporto do país com 3,91. (Veja o ranking abaixo).

Mesmo com a maior nota média na pesquisa, o aeroporto de Curitiba aparece com a pior avaliação no quesito qualidade da internet disponibilizada. Contudo, recebeu a maior nota em 15 itens como disponibilidade de sanitários, assentos na sala de embarque, sensação de segurança, limpeza dos sanitários, velocidade na restituição de bagagens, entre outros.

Leia também:  Disponível o gabarito do concurso para apoio administrativo da Seduc

O aeroporto Marechal Rondon que já havia sido mal avaliado no trimestre passado, ficou com as piores notas sobre limpeza e conforto térmico, assentos na sala de embarque, disponibilidade de sanitários, qualidade das informações nos painéis de voo, entre outros.

Os aeroportos de Curitiba e de Cuiabá são administrados pela Infraero. Ao todo foram realizadas 13.452 entrevistas nos meses de abril, maio e junho de 2016

Veja:
1. Curitiba: 4,64
2. Santos Dumont: 4,44
3. Guarulhos: 4,40
4. Recife: 4,36
5. Campinas: 4,34
6. Fortaleza: 4,28
7. Manaus: 4,24
8. Confins: 4,20
9. Natal: 4,20
10. Porto Alegre: 4,18
11. Brasília: 4,11
12. Congonhas: 3,99
13. Galeão: 3,91
14. Salvador: 3,76
15. Cuiabá: 3,36

Leia também:  Estoque de empregos nos laticínios registrou queda de 0,28% em MT

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.