Foto: Ilustrativa
Foto: Ilustrativa

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) tem 558 casos notificados em Mato Grosso da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRGA), desde o início do ano. Deste total, 354 continuam em investigação. Quarenta e dois casos notificados tiveram resultados positivos para Influenza H1N1. Deste total, 12 casos evoluíram para cura (Sinop, Várzea Grande, Rondonópolis, Cuiabá, Matupá e Tangará da Serra) e 10 casos evoluíram para morte nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Água Boa, Juara, Paranaíta, Alta Floresta, Rondonópolis, Tapurah e Guarantã no Norte.

Entre os municípios com mais notificações de casos de SRAG, destacam-se Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Sinop, com 147, 83, 66 e 30 casos, respectivamente. Os casos estão distribuídos em 62 municípios mato-grossenses.

Leia também:  Defesa Civil | Alerta para tempestade no fim de semana

O registro de influenza começou a ser notificado em 2009, quando ocorreu a pandemia no País. A SES-MT acompanha os casos notificados de SRAG pelos municípios. A confirmação como influenza só ocorre depois da investigação laboratorial. Os registros referentes aos anos anteriores de casos confirmados de H1N1 no estado são: 2009 (196), 2010 (01), 2011 (00), 2012 (11), 2013 (4), 2014 (44), e 2015 não teve nenhuma notificação.

Cuidados
Ao espirrar, sempre cubra a boca com as mãos ou com um lenço; Não compartilhe alimentos, copos, toalhas e outros objetos de uso pessoal; Evite tocar nos olhos, boca e nariz em ambientes públicos ou antes de higienizar as mãos, pois esses são locais por onde o vírus pode entrar; Lave sempre as mãos, com sabão ou álcool em gel, especialmente após tossir ou espirrar; Aglomeração de pessoas e ambientes fechados são locais propícios à contaminação, então é bom evitá-los, sempre que possível, principalmente no inverno; Mantenha os ambientes arejados.

Leia também:  Em MT, 35,20% dos candidatos do Enem 2017 perderam o 1° dia de prova
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.