Reprodução
Reprodução

Sem receber há pelo menos três meses, os médicos e profissionais da saúde do setor de pediatria do Hospital Regional de Colíder, a 648 km de Cuiabá, paralisaram as atividades na unidade na terça-feira (19). Por causa da paralisação, os partos e atendimentos infantis estão sendo realizados em outras cidades da região. Segundo um médico, que não quis se identificar, além da falta de salário, o setor enfrenta falta de equipamento e medicamentos.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) foi procurada, mas até a publicação desta reportagem não tinha um posicionamento sobre o assunto. Já a Secretaria de Saúde de Colíder confirmou a paralisação dos profissionais da saúde.

A principal reivindicação dos médicos obstetras e pediatras é a falta de pagamento. “Você trabalha, faz compromisso com o dinheiro, mas não recebe. É uma situação muito complicada”, afirmou um médico que preferiu não se identificar.

Leia também:  Santa Terezinha | Ex-prefeito não paga conta de energia e MPE pede bloqueio de bens

Ainda segundo o profissional, além dos salários atrasados, o setor enfrenta problemas como a falta de equipamentos e de medicamentos.

Por causa da paralisação, o hospital que é referência no atendimento materno-infantil não está realizando partos e nem atendimentos infantis. As mulheres em trabalho de parto naquele município estão sendo encaminhadas para outras cidades da região.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.