Um homem foi preso em flagrante após morder a filha, de apenas 42 dias, na zona sul de Campo Grande (MS). A bebê, que estava chorando de fome quando foi agredida, ficou com mais de 20 marcas nas bochechas e nas costas.

Foto: Reprodução/ Rede Record
Foto: Reprodução/ Rede Record

A polícia ficou sabendo da agressão após um vizinho convencer a mãe da menina a fazer a denúncia. Os pais moravam em uma casa na zona sul de Campo Grande.

De acordo com a polícia, a mulher sofria constantes agressões do marido, inclusive quando estava grávida. Devido ao trauma, a mulher ficou com um problema para amamentar a filha, pois produz pouco leite.

No dia da agressão à bebê, a menina estava chorando muito porque estava com fome. O homem teria se irritado com os gritos e partido para a agressão.

Leia também:  MEC vai apoiar formação de professores para educação de surdos, diz ministro

O homem foi preso no terminal de ônibus e confessou o crime. Na delegacia, o homem alegou que não tinha intenção de machucar a filha.

Para o delegado responsável pelo caso, as marcas provam o contrário.

— São mais de 20 mordidas. É impossível que a pessoa não tivesse [intenção de machucar]. Temos depoimentos dizendo que a criança chorava muito.

A prisão preventiva foi decretada e o pai será conduzido para um presídio. A bebê e a mãe estão em um abrigo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.